Radialista do interior de São Paulo compara sexo gay com "tubulação de esgoto"


Radialista do interior de São Paulo compara sexo gay com "tubulação de esgoto"

Por Redação em 14/09/2011 às 19h49
Radialista do interior de São Paulo compara sexo gay com "tubulação de esgoto"
Ironicamente, uma rádio chamada "Rádio Educadora", da cidade de Limeira (SP), veiculou na última segunda-feira (12/09) o programa "Meio Dia", em que o apresentador Caio Bortolan disse que homossexuais estão "sufocando os heterossexuais" e comparou o sexo gay com "latrina de esgoto".

De maneira debochada, Bortolan inicia o programa dizendo que Gustavo Pezzi, responsável pela externa da produção, "tem o furo do programa". O apresentador pergunta então qual é o furo e Gustavo responde dizendo que foi aprovado o "primeiro casamento gay em Limeira". Na sequência, Bortolan começa a dizer de forma irônica que quem deve estar feliz com essa noticia é o "Pablito".

"Olha só, Pablito, o juiz autorizou o primeiro casamento gay em Limeira. Pablito, você pode chegar em casa e contar para a sua família que você pode casar. Olha que coisa boa!", ironiza o locutor. Em seguida, Bortolan e Pezzi iniciam um debate a respeito do tema. "As moçoilas, os boiolas, as beeshinhas esvoaçante já podem casar viu? O juiz autorizou", debocha Bortolan.

"Eu sinto um sufocamento de nós heterossexuais. As coisas estão sendo invertidas. Se as coisas caminhassem no sentido de Deus, elas ficariam normais. Deus fez o homem e a mulher e inclusive fez o encaixe. A mulher tem o buraquinho e o homem tem o pino. E outra coisa [sexo anal] é tubulação de esgoto", disse Caio Bortolan.

A seguir confira o áudio na íntegra. 

----------------
COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO
Diante de tanta merda dita em tão pouco espaço por esse obscuro radialista, fica a pergunta: Será que o cu dele é na boca? 
Ah, e se ele está se sentindo sufocado é porque está mais ligado no que os gays fazem ou deixam de fazer do que na mulher (se é que tem) cujo cu ele não deve comer. Ele deveria sair mais com ela. Com certeza, não seria atacado à faca, pedra, lâmpada só porque está caminhando ao lado dela na rua. Quem é que está sendo sufocado de fato?
Coitado... mesmo sem fazer coito... por isso mesmo, ainda mais coitado.

P.S.: Obrigado pela dica, Ricardo. Não tinha tomado conhecimento desse assunto antes do seu e-mail. ;)


Comentários

  1. A mente dessa criatura não é uma tubulação, mas uma imensa fossa de esgoto, do mais fétido que se possa encontrar.

    Claro que por trás duma rádio com um nome desses só poderia estar mesmo a propaganda de lavagem-de-cérebro do mais fanático cristianismo evangélico.

    É isso jornalismo? É isso serviço público? Onde está a fiscalização dum estado que se diz laico? Onde está a justiça dum estado de direito?
    Isto é o estado da bandalheira e da improbidade! Uma vergonha! A prepotência do fanatismo religioso é a vergonha deste país!

    Concordo contigo, meu amigo: "tanta merda dita em tão pouco espaço". Quanto a mim: CADEIA COM ELE!

    Sinto muito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É de deixar qualquer pessoa com bom senso indignada mesmo, querido.

    Obrigado por comentar, ManDrag.

    Abraço forte,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente, isso acontece demais em cidades do interior, onde a mente já é conservadora e atrasada, o que permite que locutores defequem suas besteiras no microfone do rádio. Ainda mais numa cidade como Limeira, que é um ovo e é dessas onde todo mundo conhece todo mundo.

    Já dizia o Metallica: "sad but true".

    Bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. É verdade, Kummitus. Imagino como deve ser difícil para quem é LGBT viver numa cidade como essa...

    Obrigado pelo comentário.

    Beijo e bom domingo!
    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.