Cauã Reymond, sobre seu primeiro papel gay

Fonte: http://noticiag.blogspot.com/2011/06/caua-reymond-sobre-seu-primeiro-papel.html




RIO - A partir desta sexta-feira (3), Cauã Reymond estreará nos cinemas brasileiros seu primeiro personagem gay: o Murilo, do longa-metragem "Estamos juntos", dirigido por Toni Venturi e protagonizado por Leandra Leal. Em um bate-papo com a Megazine, o ator, no ar na novela "Cordel encantado", admite que este é um momento importante para sua carreira, mas rejeita o rótulo de "personagem gay".
- Me incomoda quando falam: 'esse é o filme em que Cauã faz um homossexual'. Isso é tão normal para mim - dispara ele. - A opção sexual das pessoas é uma coisa que não deveria ser questionada, como se faz hoje. Cada um deve fazer o que está a fim. Se menino quer pegar menino ou menina quer ficar com menina, ninguém deveria se meter nisso. Não assumir sua sexualidade é ruim para a pessoa e para o parceiro também - acrescenta.
No filme, Cauã é o melhor amigo da protagonista, Carmem (Leandra Leal), além de DJ e assíduo frequentador da noite de São Paulo, onde se passa a história. Nesse ambiente, ele acaba consumindo drogas. Para entender melhor esse universo, o ator foi a diversas boates gays e conversou com casais homossexuais.

Durante a conversa, Cauã ainda abre o jogo sobre a vida amorosa com a também atriz Grazi Massafera, sua namorada há quatro anos. Entre as confissões...
- Lógico que quero filhos! Senão, qual é a graça de estar junto?
A íntegra da entrevista com Cauã Reymond estará na próxima edição da revista Megazine, que o jornal O GLOBO publica na terça-feira (7).

Fonte: MEGAZINE


Read more: Cauã Reymond, sobre seu primeiro papel gay | NOTÍCIA G 
Under Creative Commons License: Attribution Share Alike

Comentários

  1. Sérgio, eu perdi seu contato, vc havia feito uma proposta e passou seu banner e eu estava pra te responder quando um vírus apagou todos os meus e-mails e eu fiquei sem seu contato, que bom que vc postou lá no blog, me manda de novo, vamos fazer a parceria sim, e desculpa não ter respondido, mas foi por força maior!

    Renato (GOSPEL LGBT)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.