Religiosos pressionam e Dilma suspende "kit anti-homofobia" para escolas

NOTA: 
RESPONDA A ENQUETE SOBRE ESSE ASSUNTO AO FINAL DOS POSTS, NA PARTE DE BAIXO DO BLOG.




EFE – qua, 25 de mai de 2011


Brasília, 25 mai (EFE).- A presidente Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira a suspensão da elaboração do "kit anti-homofobia", um material sobre a homossexualidade e o combate à homofobia que seria distribuído em escolas públicas e havia gerado protestos de grupos religiosos.

A polêmica sobre esse material cresceu nos últimos dias, sobretudo depois que o Supremo Tribunal Federal decidiu que a união civil entre duas pessoas do mesmo sexo é equivalente à união heterossexual perante a lei. Grupos católicos e evangélicos criticaram a decisão judicial e alertaram sobre projetos que, segundo afirmaram, pretendiam "induzir" os adolescentes que estudam em escolas públicas à homossexualidade.

Na quinta-feira passada o ministro da Educação, Fernando Haddad teve reunião com parlamentares da bancada evangélica e disse que a pasta não fará mudanças no material que compõe os kits de combate a homofobia.

Porém, nessa quarta-feira o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que o governo entendeu que "seria prudente não editar esse material". Carvalho explicou que Dilma tomou sua decisão após conversar sobre o assunto com parlamentares de diversas religiões que criticaram o projeto.

O material estava sendo elaborado por empresas contratadas pelo Ministério da Educação (MEC) e seria distribuído ao final de cursos sobre direitos humanos e minorias que devem ser ministrados para alunos do Ensino Médio de escolas públicas.

Segundo o MEC havia antecipado, o material que estava em preparação incluía vídeos que mostravam como o amor surgia entre dois meninos ou entre duas meninas, além de depoimentos de travestis e transexuais sobre suas vidas e relações amorosas.

Carvalho disse que, após conversar nesta quarta-feira com os parlamentares que se opõem ao projeto, Dilma decidiu ainda que "daqui para frente todo material que versar sobre costumes será feito a partir de consultas mais amplas à sociedade".

EFE


-------------------------------------------
COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Não consigo acreditar que alguém que se elegeu falando tanto sobre direitos humanos, contra ditadura e sofrendo todo tipo de calúnia desses mesmos fundamentalistas, agora faça o jogo deles. Que vergonha para uma presidente que foi aplaudida como um símbolo de nova etapa na mudança de paradigmas desse país. Depois do ex-metalúrgico eleito presidente, ela é a primeira mulher eleita para o cargo máximo do Executivo. Todos e todas esperavam um pouco mais de desprendimento, de autonomia em relação aos vícios de governos antigos, especialmente os da ditadura. Infelizmente, Dilma sucumbe covardemente a esse "lobby" maligno de fundamentalistas alarmistas e promotores de todo tipo de segregação na sociedade.

Eles a ameaçaram usando o suposto esquema Palocci e - ao ceder a essa chantagem - ela acaba dando a entender que haja algo a temer de fato nisso tudo, uma vez que cede aos caprichos do dogma excludente desses fundamentalistas que não estão em busca de justiça, pois se estivessem não negociariam no caso. Eles teriam entrado contra o governo para corrigir a corrupção. Mas, não. Eles usaram um suposto de esquema de corrupção como moeda de troca. 

CORRPUTOS! FASCISTAS! FUNDAMENTALISTAS CEGOS PARA O HUMANO E OBCECADOS POR DINHEIRO E PODER! 

Isso é o que são esses parlamentares que só buscam o enriquecimento de suas igrejas e próprias contas, mesmo que seja às custas da saúde mental e da integração social de pobres adolescentes que vivem sob o medo de serem eles mesmos por causa do preconceito alheio.

Não se produz homossexuais por cartilha ou video. Não se produz heterossexuais por meio de pregação religiosa ou programa de "reversão" sexual. As pessoas são o que são, e merecem ser respeitadas assim. 

O que há de tão assustador na liberdade, na felicidade, na dignidade do ser humano tal como ele é?

Por que estas pessoas embuídas de um poder que não sabem usar em benefício da sociedade como um todo temem tanto a sexualidade?

Que poder libertador, gerador de felicidade e autonomia tem a sexualidade, especialmente quando ela não se submete aos ditames dos neuróticos religiosos e outros moralistas, para assustá-los tanto?

Fica aqui minha conclamação a que todos os professores, sejam da rede pública ou particular, lidem com seus alunos respeitando suas identidades e suas orientações sexuais, criando um ambiente de livre expressão dentro de sala de aula, de respeito em todos os momentos na escola, de troca de experiências, compartilhamento de aspirações, temores, amores, esperanças. Educar não é somente ensinar a ler e a contar. Educar é preparar para a vida e tudo o que ela comporta.

Esses dias uma aluna minha xeretou a internet em busca de informações sobre mim. Ela encontrou o blog e o twitter. Depois, deixou um recado elogiando minha luta aqui. Fiquei feliz em ver a atitude consciente dela e respondi com a maior naturalidade e carinho.

Como é bom não ter o que temer! Não me venderei como o fez Dilma. O dia em que uma empresa ou escola for pequena demais para respeitar a individualidade de seus colaboradores e alunos, ao ponto de não ter lugar mais para mim, tomarei as devidas providências e seguirei em frente. Trabalho não falta para quem sabe trabalhar e ama o que faz!

SEJA VOCÊ MESMO RESPEITANDO O DIREITO DO OUTRO DE SER ELE(A) MESMO(A).

E nunca se esqueçam de que Dilma Roussef, em quem eu também votei (não sei se você votou nela), vendeu-nos aos fundamentalistas. Essa atitude dela é muito mais reveladora de princípios e caráter do que se imagina à primeira vista. 

Comentários

  1. Eu que nunca acreditei em política, não entendo o motivo de tanto espanto. Tava na cara que uma hora ou outra isso ia acontecer. Bastou pisar no calcanhar da Dilma e do PT (Palocci) que logo eles amoleceram. E se prepare, porque isso vai ser só o começo para não aprovarem a PLC 122.
    E pensar que votei nela no segundo turno (no primeiro tive a sorte de estar viajando) só para não votar no Serra Malafaia e nem anular meu voto...

    ResponderExcluir
  2. Disse tudo, Kummitus! Aquele idiota do Serra era impensável. Dilma parecia uma alternativa ao caos total. Agora, faz essa m. toda... O Brasil deixou de ser colônia de Portugal para ser uma "colônia de parasitas"...

    Abraço, amigo!
    Sergio Viula

    ResponderExcluir
  3. pedimos ao senhor Ministro Haddad que se explique sobre as suas condutas como ministro da educação.
    Que jamais venha legislar a favor de qualquer grupo , pois o Brasil é um país laico.

    Outra coisa , seus dois cometários foram postados.

    ResponderExcluir
  4. Copiando o comentário do Bispo Roberto Torrecilhas sobre a "Rligiosos pressionam e Dilma suspende "kit anti-h...":

    Bom dia .
    Estou aqui retribuindo a sua vista ao meu blog , O gritos de Alerta.
    Creio que a posição tomada pela Dilma foi a mais coerente .
    Pois como escrevo e afirmo , Cada qual faz de sí o que bem entender , mas levar esse kit como uma doutrina imposta pelo movimento contra a homofobia já é demais.
    Meus filhos são educados na doutrina Cristã , onde bem sei que segundo a bíblia o homossexualismo é pecado , mas cada qual faz o que bem entender de sua vida.
    Eu falo por mim e defendo meu ponto de vista.
    Ela deixou bem claro que não cabe ao governo falar ou legislar sobre a posição sexual de cada cidadão brasileiro, ficando assim essa posição a cada um.
    Eu respeito a cada pessoa , mas afirmo o que a palavra de DEUS Afirma , que essa pratica é pacado .


    quanto ao demais , desejo um bom dia.

    ResponderExcluir
  5. MEUS COMENTÁRIOS NO BLOG DO BISPO EM RESPOSTA AOS DOIS COMENTÁRIOS DELE ACIMA:


    Sergio Viula disse...
    Obrigado pela resposta. Como o meu comentário não foi aprovado, sinto-me no mesmo direito. :)

    De qualquer modo, sua discussão está num rumo equivocado. Ninguém está legislando sobre a sexualidade de ninguém, como se o desejo sexual pudesse ser orientado por decreto contra ou a favor desta ou daquela sexualidade. A discussão é outra. São fundamentalistas e ignorantes do assunto que deturpam tudo.

    O objetivo do Projeto Escola sem Homofobia é promover a inclusão dos alunos HOMOSSEXUAIS. E não tornar tentar modificar a sexualidade dos HETEROSSEXUAIS.

    Mas, enquanto o dogma e o apocaliptismo continuarem dominando seu pensamento, vai ser difícil se colocar no lugar do outro e entender seu sofrimento. E não me refiro a mim, mas muita gente indefesa que não sabe nem como se proteger dos ataques dos que ignoram o direito de ser diferente.

    Ficamos assim, então.

    Abraço,
    Sergio Viula

    27 de maio de 2011 07:48


    Sergio Viula disse...
    Peço desculpas por não ter encontrado meu comentário anterior e ter concluído que havia sido deletado.

    Retribuirei a gentileza. :)

    Grande abraço,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.