Governador de Nova Iorque quer ver aprovado o casamento entre pessoas do mesmo sexo no estado

Governador de Nova Iorque dirige debate sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo

By Dan Wiessner

ALBANY, New York | Wed May 11, 2011 11:14am EDT




(Reuters) - Numa tentativa de legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o governador de Nova Iorque Andrew Cuomo demonstrou ser um estrategista de gabinete, permitindo que grupos de direitos homossexuais assumam a campanha pública e também a perda que o poderia resultar do fracasso na legislação esse ano.




Cumomo, um democrata em seu primeiro ano de gabinete, prometeu tornar o casamento entre pessoas do mesmo sexo numa prioridade nas últimas semanas da sessão legislativa adiante.




A batalha estado a estado sobre o casamento gay tornou-se uma dos temas sociais mais controversos dos Estados Unidos antes das eleições para o congresso e para a presidência em 2012.




Connecticut, Iowa, Massachussets, New Hampshire, Vermon e o Distrito de Columbia permitem casamentos entre pessoas do mesmo sexo, e 10 estados permitem a união civil.




Precisando de apoio de senadores republicanos sobre o tema do casamento gay, Cuomo tem capital político para gastar com eles depois de resolver um rombo de 10 bilhões de dólares no orçamento sem aumentar impostos.




O tema também pode ajudar Cuomo a solidificar sua base liberal depois que ele perdeu apoio com um orçamento austero que cortava investimento em educação, saúde e programas sociais. Ele também irritou progressistas se opondo à extensão de uma sobrecarga na taxação do imposto de renda dos residentes mais ricos.


Cuomo deixou de a face pública da campanha, deixando a tarefa de organização de base para os grupos que tem feito lobby pela igualdade no casamento há anos. 



Ele colocou grupos díspares juntos em sessões a portas fechadas, e eles sairam para formar um guarda-chuva chamado Nova Iorquinos Unidos pelo Casamento (New Yorkers United for Marriage).



(...)

Uma pesquisa recente feita pelo Siena descobriu que 58 por cento dos Nova Iorquinos apoiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O pesquisador Steve Greendberd do Siena creditou a Cuomo a criação de uma tríade de prioridades legislativas que incluem reforma ética e um limite sobre aumentos de taxas sobre propriedade.

"O governador está seguindo uma agenda que é popular com o público e que apela individualmente a virtualmente cada eleitor de Nova Iorque", disse Greensberg. "Ele está deixando o casamento igualitário nos bastidores de modo a não feri-lo politicamente." 



Um defensor dos direitos gays argumenta que Cuomo merece mais credito como um campeão do casamento entre pessoas do mesmo sexo, dizendo que nenhum outro governador de estado poderia assumir esse ativismo. 



"O problema que temos enfrentado em outros estados é que o melhor que temos obtido dos líderes políticos é apoio morno. Se o casamento entre pessoas do mesmo sexo for aprovado em Nova Iorque, será por causa da liderança do governador Cuomo", disse Richard Socarides, presidente do grupo nacional de direitos gays Equality Matters.



O casamento entre pessoas do mesmo sexo goza de amplo suporte na Assembléia dominada por democratas, onde ele tem passado facilmente em anos recentes. No Senado dominado por republicanos, porém, somente 26 dos 62 membros indicaram publicamente seu apoio.



(Editing by Daniel Trotta and Vicki Allen)

(Traduzido e adaptado por Sergio Viula para o blog Fora do Armário.)


Fonte: http://www.reuters.com/article/2011/05/11/us-newyork-gay-marriage-idUSTRE74A2T820110511

Comentários