Chega de homofobia no Brasil!

Segundo o Grupo Gay da Bahia, entidade não-governamental que acompanha rigorosamente os casos de homofobia no Brasil, 200 homossexuais (LGBT) são assassinados no país por ano, simplesmente por serem gays. Quando se fala em números, a maioria das pessoas tende a ignorar o impacto dessa informação. Por isso, decidi criar uma representação muito simples, mas visualmente mais relevante do que os algarismos. Trata-se de um quadro com 200 bonequinhos representando gente. Não estão representados aqui os milhares, talvez milhões de pessoas LGBT que sofrem preconceito verbal ou agressões (mesmo que violentas) sem óbito. Aqui estão somente os MORTOS! Para essas pessoas de diversas idades, classes sociais, raças, religiões, a vida foi interrompida para nunca mais ser retomada. Esses bonequinhos estão no lugar de pessoas homoafetivas assassinadas todo ano no Brasil. Mas, até quando?

Até quando cidadãos de bem serão atacados por homofóbicos violentos?

Até quando meninos e meninas serão agredidos nas escolas?

Até quando serão discriminados em casa?

Até quando homens e mulheres serão julgados por sua afetividade?

Quando foi que o amor gay matou? Agora, olhe abaixo e veja quantas vezes o ódio aos gays matou gente que não queria outra coisas senão ser feliz!




Se essa tendência homofóbica continuar, em 20 anos termos os seguinte quadro:





Será que você ou um filho seu ou um sobrinho ou um primo ou um tio fará parte dessa estatística? Lembre-se que o homofóbico não precisa de razão alguma para atentar contra a vida de uma pessoa, exceto o fato dele(a) parecer gay.

Comentários