Dilma e Obama: relator LGBT na OEA

No curso de sua visita oficial ao Brasil, o presidente Barack Obama e a presidenta Dilma Roussef anunciaram que a Organização dos Estados americanos (OEA) irá colocar um «relator especial» para promover e proteger os direitos das pessoas LGBT.


A OEA foi fundada como uma união dis Estados de América do Norte e do Sul, há mais de um século, para assegurar a paz, a solidariedade e a justiça nesse continente.

Comentários

  1. Hum... fico sempre me questionando porque razão, esta gente tão impoluta, se dedica tanto a causas de viadagem?...

    Como diria a outra; mistééério...!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Bem, no caso desses dois presidentes, eu acho que eles têm um compromisso ainda maior por uma questão de coerência mesmo: primeiro presidente negro de um país racista e primeira presidente mulher de um país machista... sem contar que Dilma sofreu na própria pele diversos tipos de violação dos direitos humanos. Se eles não fizerem algo que realmente preste na direção de estabelecer direitos iguais para todos, duvido que alguém fará...

    Mas, é foda, sim, ManDrag... Existe muita demagogia e pouca praxis. ;)

    Abração, amigão!!!
    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.