A Apple remove o aplicativo da Exodus!!!



Eu também participei da campanha virtual de assinaturas contra a inclusão do aplicativo da Exodus no IPhone da Apple. Vejam a carta que eu recebi do Diretor Executivo da "Truth Wins Out", Wayne Bessen. Essa foi a organização que promoveu a campanha. Eles estão super felizes e celebrando a vitória!!!

Veja um trecho traduzido por mim aqui:


Querido Sergio,
Wow. Vencemos!!!


Terça-feira, à noite, a Apple retirou o aplicativo do IPhone que se referia à "cura de gays" pela  Exodus International, depois que mais de 150.000 pessoas juntaram-se a Truth Wins Out and Change.org para solicitarem sua remoção. O aplicativo foi retirado pela Apple, uma vez que eles aparentemente reconheceram que a Exodus demoniza o povo  LGBT, chamando-os de perversos e dizendo que a homossexualidade deixará "seu coração doente."


(...)


Essa importante vitória para a comunidade da Truth Wins Out significa que a Exodus tem uma plataforma a menos através da qual expor a juventude LGBT a sua mensagem perigosa, de ódio, e cientificamente falida.


(...)


Obrigado por seu apoio. Não podemos obter vitórias assim sem você.


Sinceramente,


Wayne Besen
Diretor Executivo, Truth Wins Out

Comentários

  1. aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
    também participei

    vencemos!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Isso aí, Serginho!!! É agindo que a gente conquista o que é justo! Parabéns, garoto!!!

    Beijo,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir
  3. Quando acordei, abri seu blog e já dei de cara com essa maravilhosa notícia. Hoje eu passo o dia mais feliz.

    Parabéns a todos nós e bom final de semana pra você também.

    ResponderExcluir
  4. É verdade, Kummitus! Vc me incentivou a participar. E olha o resultado!!! Vitória de todos os que amam a liberdade e a vida!!!

    Beijo,
    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.